O primeiro passo para descobrir a resposta para essa pergunta é entender que a perda auditiva pode ser diagnosticada em diferentes níveis.

Você pode não sentir incômodos ou não perceber a dificuldade de ouvir e ainda assim ter algum grau de perda auditiva.  

Isso pode acontecer porque há níveis quase imperceptíveis de perda auditiva. Então, enquanto exames e tratamentos preventivos são adiados, o nível da perda auditiva pode aumentar e um caso simples, pode se tornar complexo.

Mas como perceber a perda auditiva?

Como existem níveis muito baixos de perda auditiva, pode ser difícil perceber alterações na audição sem o auxílio de exames e consultas médicas.

Por isso, o primeiro passo para quem já tem 50 anos é fazer consultas periódicas com um fonoaudiólogo. Pode não haver queixas ou incômodos, mas um exame de audiometria pode revelar alterações significativas no sistema auditivo!

No caso de pessoas mais jovens, é importante estar atento a qualquer sinal! Você pode conhecer melhor os sintomas da perda auditiva clicando aqui.

Um bom jeito de perceber esses pequenos sinais é prestar atenção no seu dia a dia. Se frequentemente você pede para que repitam algo que foi dito, prefere não conversar em lugares barulhentos, ou dizem que você está falando alto, pode ser perda auditiva!

Mesmo que você não perceba que está escutando com dificuldade, seus ouvidos podem estar comprometidos. Então, quando algum desses sintomas é mais frequente, é hora de procurar um fonoaudiólogo.

O problema do zumbido

O zumbido é caracterizado como uma percepção sonora involuntária. Pode ser constante, aparecer em intervalos de tempo, ter volume mais alto ou mais baixo.

De qualquer forma, esse som que só escuta quem sofre com o zumbido, é muito incômodo e 85% das vezes está associado à perda auditiva.

O zumbido pode começar de um dia para o outro. Por exemplo, após um acidente traumático, após algum tipo de pancada na cabeça, ou depois de presenciar um barulho muito estrondoso como o de uma bomba.

Nestes casos, fica mais fácil identificar o problema e os pacientes costumam procurar um especialista assim que percebem o zumbido.

Mas, também há situações em que o zumbido pode demorar anos para atingir um nível muito incômodo. Neste caso, o paciente mal percebe o problema e acaba demorando muito para buscar ajuda.

Por isso, é tão importante estar atento aos sinais que nosso próprio corpo nos dá!

Perda auditiva: não descarte essa possibilidade

Seu corpo está sempre conversando com você! Fique atento a cada sinal e lembre-se que qualquer pessoa está sujeita à perda auditiva. Se perceber algum dos sintomas iniciais em você mesmo ou alguém próximo, procure um fonoaudiólogo sem demora! 

Pin It on Pinterest

Abrir chat
Atendimento por WhatsApp
Powered by