Assim como os óculos de grau não curam, mas transformam a qualidade da visão, os aparelhos auditivos não têm a capacidade de curar a surdez ou resolver completamente os problemas de audição. Mas, sem dúvida, eles melhoram as habilidades auditivas e a qualidade de vida dos usuários.

O que o aparelho auditivo faz?

Cada aparelho auditivo tem propriedades e características específicas de acordo com a tecnologia utilizada e a necessidade do paciente. Entretanto, todos apresentam alguns aspectos em comum e tem o mesmo objetivo: aprimorar a audição!

Para que isso aconteça, o aparelho auditivo realiza o seguinte processo:

  1. O microfone capta os sons do ambiente
  2. Um pequeno chip de computador com um amplificador converte as ondas sonoras em sinais elétricos
  3. Esse chip analisa e ajusta o som de acordo com a perda auditiva do usuário e o volume de outros sons ao redor
  4. Esses sinais amplificados são convertidos em ondas sonoras e conduzidas até a orelha interna através do receptor

Problemas de audição têm cura?

Existem diferentes tipos de perda auditiva e cada um deles deve ser tratado conforme orientações médicas.

Em algumas circunstâncias a perda auditiva condutiva pode ser apenas temporária. Mas nem sempre é assim: quando os componentes da orelha média ficam seriamente comprometidos, a audição pode não voltar ao normal, mesmo que as células sensitivas estejam em perfeito estado.

No caso da perda auditiva neurossensorial, a cura infelizmente não é uma possibilidade.

O aparelho auditivo pode retardar os problemas de audição?

Sim! Mas é importante que os pacientes entendam que a perda auditiva pode ser controlada e que o aparelho tem papel fundamental nisso! Ele pode evitar que a deficiência progrida ou, pelo menos, desacelerar essa evolução.

Isso acontece porque o aparelho auxilia o sistema auditivo realizando uma parte do seu trabalho. Assim, os componentes desse sistema e suas células não ficam sobrecarregados, o que evita sua deterioração e a consequente piora da capacidade de ouvir.

Ao pensar no curto prazo, o aparelho auditivo traz benefícios que transformam a qualidade de vida de qualquer paciente! Poder identificar diferentes sons, conversar sem complicações, ouvir músicas… 

No longo prazo, os benefícios são muito maiores. Ignorar problemas de audição leva ao atrofiamento do sistema auditivo, tornando o tratamento muito mais complexo. As complicações podem levar ao estresse, isolamento social, ansiedade e até depressão.

Mas, para que tudo isso seja possível é imprescindível que um fonoaudiólogo seja consultado assim que o primeiro indício ou sintoma de perda auditiva seja percebido.

Postergar essa atitude pode ter consequências irreversíveis para a saúde auditiva de uma pessoa.

Pin It on Pinterest