fbpx

Iniciaremos uma série de postagens no blog com o objetivo de explicar como é o funcionamento do ouvido além de conselhos práticos para cuidar da nossa audição em geral e, especificamente, da parte correspondente, começando com o tímpano.

O tímpano

Na divisão anatômica do ouvido temos a orelha externa, a orelha média e a orelha interna. O tímpano é uma membrana fina composta por várias camadas de tecido elástico, que separa a orelha externa da orelha média.

O tímpano, também conhecido como membrana timpânica, é responsável por proteger a orelha média, isolando-a do frio e evitando a entrada de bactérias ou corpos estranhos, como objetos indesejáveis, poeira ou sujeira. Além disso, o tímpano atua como receptor e amplificador das ondas sonoras que são captadas pela orelha externa. Essa captação faz com que haja uma movimentação dos ossículos (martelo, bigorna e estribo) que, localizados abaixo da membrana timpânica, são responsáveis ​​por transmitir essas vibrações à orelha interna. Dentro da orelha interna, esses estímulos serão transformados em impulsos nervosos para chegar ao cérebro, que os interpreta como sensações auditivas.

Portanto, cuidar do tímpano é fundamental para uma boa audição, uma vez que essa membrana é a porta de entrada dos sons para o nosso cérebro.

Inflamações de ouvido, otites e traumas são as causas mais frequentes de lesões no tímpano. A pior delas é a perfuração timpânica, que é quando ocorre uma ruptura no tecido da membrana, tornando a orelha média vulnerável e acarretando em alguns problemas como a perda auditiva temporária. O tímpano geralmente cicatriza, por conta própria, em algumas semanas, embora, possa ser reconstruído cirurgicamente, se necessário.

O cerúmen é uma secreção natural produzida no canal auditivo, que tem função protetora e lubrificante, para melhor transmissão das ondas sonoras. Nunca tente remover o excesso de cera do ouvido com objetos estranhos, nem mesmo cotonetes, pois eles podem perfurar facilmente o tímpano. Se você tiver uma “rolha” de cera, deve ir ao médico para removê-la adequadamente.

Além disso, quando há um desequilíbrio entre a pressão do ar dentro da orelha média e a pressão do ar no ambiente, o tímpano pode se romper. Isso pode ocorrer quando estamos sujeitos a mudanças bruscas de pressão, por exemplo, ao mergulhar. Uma das mudanças de pressão mais frequentes acontece quando viajamos de avião. Para evitar problemas, recomenda-se mascar chiclete tanto na decolagem quanto na aterrissagem. Outros fatores como impacto, explosões e tiros, também podem causar danos ao tímpano.

Proteger os ouvidos, manter uma higiene adequada, sem o uso de cotonetes e fazer check-ups regularmente é essencial para manter a saúde do tímpano e, assim, garantir uma boa audição.


SAIBA MAIS

Como uma audiometria é interpretada?
Covid-19 e doenças dos ouvidos: Falsos sintomas e outros aspectos a considerar

Pin It on Pinterest

Abrir chat
Atendimento por WhatsApp